Preparação para o primeiro emprego

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O primeiro emprego é a porta de entrada, é o início da carreira e pode ser determinante para seu sucesso profissional. Como é a primeira oportunidade que um candidato a uma vaga de trabalho tem para se mostrar, é fundamental cuidar para que a construção de sua imagem seja feita de forma gradual e duradoura.
 
Mas como se preparar para o primeiro emprego?
 
Algumas dicas são essenciais. Vamos a elas:
 
Ter postura profissional
Mesmo que você saiba que tem um longo caminho a percorrer no sentido de aprendizado, a postura de quem acaba de conseguir um emprego deve ser sempre profissional e pró-ativa, longe da época de estudante em que os alunos ficam apenas escutando a fala do professor.
 
É importante lembrar que todas as ações são observadas e posteriormente avaliadas, tanto por seu comportamento como por seu rendimento. Por isso a segunda dica está intimamente ligada a essa.
 
Aprender tudo o que puder
O primeiro emprego também tem a função de ajudar a desenvolver competências técnicas e comportamentais. Ou você é uma daquelas pessoas que acha que está pronto e, portanto, não tem mais nada a aprender?
 
Nada disso. O primeiro emprego é um espaço para experimentações e para a construção dos primeiros projetos profissionais. Daí sua importância.
 
Ser humilde
Mesmo que em seu currículo você tenha uma formação considerada de qualidade e fale três idiomas, por exemplo, ter uma postura arrogante não o leva, necessariamente, ao topo em uma empresa. Além disso, você corre o risco de pôr tudo a perder na intenção de construir uma imagem decente profissionalmente.
 
O ideal é aprender a pedir ajuda sempre que for necessário. Errar – por não ter perguntado antes – é o que pode prejudicar sua imagem.
 
Construir uma rede de relacionamentos
Cuidar do networking é um dos pontos mais importantes no que se refere ao crescimento profissional. Nem sempre você vai trabalhar com quem tem mais afinidade ou de quem gosta, mas a rede de relacionamentos contribuir para que você transite entre grupos, entre diferentes perfis de pessoas e seja reconhecido no caso de uma possível promoção.
 
Saber receber feedback
Aprender a receber um retorno sobre seu desempenho contribui para a melhoria do trabalho e desenvolvimento de suas habilidades. Rebater críticas ou justificar erros não leva a nada, já que você ainda é um aprendiz.
 
Ouvir e tirar proveito dos ensinamentos ajuda a manter um bom relacionamento com os colegas e com os chefes, além de ser o primeiro passo para uma trajetória de sucesso.
 
Dicas de cursos
 
Para se preparar para o primeiro emprego, vários cursos de capacitação podem ajudá-lo a ter uma bagagem profissional na trajetória rumo ao sucesso. Uma dica fundamental é investir em mobile learning (aprendizado via celular ou outro dispositivo móvel), já que ela permite que você aprenda a qualquer hora do dia e em qualquer lugar.
 
Opções como o Qualifica – aplicativo com mais de 40 cursos online – oferece aulas com conhecimento amplo como o de idiomas, além de outras oportunidades, como formação em vendas, falar em público, colocação no mercado de trabalho, relacionamento interpessoal, atendimento ao cliente e marketing pessoal.
 
Além do custo reduzido, participantes do Qualifica têm à disposição material didático, provas e recebem certificado ao final do processo. O benefício pode se estender para os familiares, caso seja uma solicitação da empresa.
 
E como montar o currículo?
 
Diferentemente de outros tempos, em que o currículo se apresentava em várias páginas, hoje em dia ele é mais objetivo, conciso e direto.
Veja as dicas abaixo:
Dados pessoais: devem constar no currículo informações como nome completo, idade, estado civil, endereço, cidade, região, telefone (celular, residencial ou para recados) e e-mail.
 
Objetivo: caso o candidato não tenha uma posição específica de seu interesse, ele pode citar a área de atuação, como logística, administrativa, entre outras.
 
Formação acadêmica: o último grau de escolaridade deve ser informado. A descrição deve ter o nome da instituição, o curso e o ano de conclusão ou a previsão de término.
 
Idiomas, informática e outros cursos: é importante que o candidato mostre que tem outras habilidades que poderão ser utilizadas no emprego.
 
Voluntariado e outras experiências: vivências no mercado informal são válidas e podem ser citadas. O voluntariado é muito valorizado pelas empresas.

Preparação para o primeiro emprego