Ensino híbrido: contexto, vantagens, modelos e aplicação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Conheça mais sobre um dos principais modelos de ensino da atualidade

Hoje com a internet, as informações estão disponíveis para qualquer pessoa em qualquer lugar. Novas formas de aprender e ensinar levam o educador a refletir sobre as possibilidades de integração das novas tecnologias digitais ao ensino. Porém, só as tecnologias não são suficientes para ampliar a conexão com alunos e potencializar o seu aprendizado.

A tecnologia veio como facilitador e potencializador do ensino, abrindo as portas para novas possibilidades de aprendizagem.

O ensino híbrido tem ganhado cada vez mais espaço no setor educacional, sendo grande propulsor da combinação de dois modelos de aprendizagem, o tradicional e o digital. A combinação de técnicas tradicionais com o uso de novas tecnologias oferecem diversos benefícios e oportunidades para o convívio entre professor e aluno.

O ensino híbrido é uma grande tendência que nasceu da parceria desses dois métodos de ensino, desvinculando o professor como papel central no processo de educação e aprendizagem, e proporcionando maior autonomia ao estudante.

O estudo híbrido está emergindo como uma inovação sustentada em relação a sala de aula tradicional. Sustentada porque combina as vantagens da educação online com todos os benefícios da sala de aula tradicional.

O artigo a seguir busca esclarecer as raízes do ensino híbrido no ambiente de aprendizagem atual, elencando benefícios, modelos e métodos de aplicação.

Seguem abaixo os pontos que serão trabalhados neste artigo:

  • O que é Ensino Híbrido
  • Vantagens do modelo
  • Métodos de aplicação

O que é ensino híbrido

O ensino híbrido é uma proposta de integração das tecnologias digitais ao ensino, no qual o estudante aprende na escola e também pelo ensino online, possibilitando o controle de tempo e aprendizado.

Esse modelo permite que o professor obtenha informações individualizadas sobre o desempenho dos alunos e consiga agir com maior eficiência e rapidez nas necessidades de aprendizado.

Nesse modelo de ensino, é possível utilizar recursos que auxiliam o professor a elaborar diferentes estratégias de acordo com as necessidades de seus alunos, favorecendo a personalização do ensino.

Além disso, através da mescla de diversos ambientes da aprendizagem, o aluno complementa conhecimentos adquiridos.

Segundo pesquisadores, estima-se que futuramente acontecerá no Brasil o que já ocorre em outros países, a não distinção entre o ensino a distância e presencial. Em outras palavras, significa dizer que haverá uma convergência entre as metodologias de ensino e práticas, onde não será necessária uma fronteira definida entre o ensino presencial e o virtual.

Vantagens do modelo

O ensino híbrido soluciona diversos pontos de pouco desempenho, usando como foco a personalização de ações de aprendizagem e ensino, utilizando maneiras de integração entre as tecnologias digitais e o espaço tradicional de sala de aula.

Além disso, o ensino híbrido desenvolve técnicas e estratégias com a prática de integração do ambiente virtual online e presencial, buscando o melhor desenvolvimento e aprendizagem dos alunos. Visto isso, o modelo é capaz de produzir diversos benefícios, como:

  • Melhor aproveitamento de tempo;
  • Planejamento personalizado e acompanhamento de alunos de forma presente e precisa;
  • Aumento do engajamento dos alunos;
  • Elevação do potencial da ação educativa;
  • Aproximação da realidade escolar com o cotidiano do aluno;
  • Economia de capital através do barateamento de mensalidades;
  • Maior capacitação de alunos;

Nesse contexto, a adesão ao modelo de ensino híbrido também transmite vantagens para instituições escolares, visto que reduz a carga horária docente e amplia o aproveitamento de aulas e tempo do corpo docente, visto que perde-se menos tempo repetindo informações já passadas.

Métodos de aplicação

Para a aplicação do ensino híbrido, é preciso pensar e analisar diversos fatores para a inserção no sistema de ensino, tais como infraestrutura, currículo, formação de professores. Seguem alguns métodos de aplicação do modelo híbrido:

  • Modelo de rotação:

O fundamento do modelo de rotação baseia-se em intercalar diferentes espaços de aprendizagem e ensino de forma harmônica. O estudante intercala diversas atividades de acordo com os seus horários ou a orientação dada pelo professor. Esse modelo busca incentivar alunos a conquistar conhecimentos de forma autônoma, sendo também um bom método para trabalhar iniciativas e o espírito de liderança.

  • Laboratório rotacional:

O modelo intercala os ambientes de sala de aula tradicional e o laboratório de informática, tendo como objetivo proporcionar o ensino em diferentes aspectos do ambiente tradicional e em outras ferramentas pedagógicas.

  • Rotação individual:

Nesse modelo, o aluno é disposto de uma pauta de compromissos que devem ser cumpridos dentro de sua rotina. O foco desse modelo é garantir o sentimento de compromisso com atividades propostas, responsabilidade e aprendizado de superação de desafios.

  • Sala de aula invertida:

Neste modelo, o processo é realizado da seguinte forma: O assunto principal da aula é em sala de aula para que os alunos estudem em casa. Dessa maneira, o ambiente de sala de aula torna-se um incentivador do protagonismo dos alunos, com debates e discussões para sanar possíveis dúvidas levantadas durante o estudo prévio do tópico aprendido.